7 de fevereiro de 2020

Brasileiros que entrarem nos EUA pela fronteira com o México e pedirem asilo terão de esperar o resultado do processo do lado mexicano.

O governo dos Estados Unidos começou a enviar de volta ao México migrantes brasileiros que entraram em território norte-americano pela fronteira mexicana, segundo comunicado publicado nesta quarta-feira (29) pelo Departamento de Segurança Nacional (DHS, na sigla em inglês).

O governo norte-americano disse que tomou a medida devido ao aumento no número de cidadãos do Brasil que entram nos EUA pela fronteira com o México — esse número aumentou consideravelmente apenas em um ano, segundo o DHS (leia mais no fim da reportagem).

Assim, os brasileiros que forem reenviados ao México aguardarão em território mexicano o resultado da análise do pedido de asilo — modalidade que nos EUA equivale ao refúgio e que é usada por migrantes que cruzam a fronteira para viver irregularmente no país.

Segundo o governo norte-americano, o recurso do asilo era utilizado para que migrantes irregulares permanecessem no país enquanto durasse a análise do pedido. Como isso poderia demorar meses, os estrangeiros acabavam permanecendo e criando vínculos com os EUA.

Desde que a política de enviar ao México migrantes que cruzam a fronteira, as autoridades dos EUA detiveram mais de 57 mil pessoas de diferente nacionalidades para que aguardassem decisão sobre asilo em território mexicano.

Aumento nas detenções de brasileiros

Dados do governo norte-americano mostram que cerca de 17,9 mil brasileiros foram detidos na fronteira entre EUA e México apenas entre outubro de 2018 e setembro de 2019. É um aumento considerável, na comparação com os 1,5 mil cidadãos do Brasil retidos no mesmo período do ano anterior.

No último fim de semana, chegou a Belo Horizonte (MG) um avião fretado pelo governo norte-americano com dezenas de brasileiros detidos — as autoridades brasileiras voltaram a aceitar receber voos com cidadãos do Brasil deportados.

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, afirmou no sábado que é “direito” dos Estados Unidos deportarem brasileiros que entraram no país ilegalmente. “Qualquer país, as suas leis têm de ser respeitadas”, disse.

O G1 entrou em contato com o Ministério das Relações Exteriores para saber o posicionamento do governo brasileiro sobre o envio dos migrantes ao México. Até a última atualização desta reportagem, o Itamaraty não havia se pronunciado.

G1