Por John Marchese *

Alguns membros da equipe do CSEM, Irmã Melany Illana, Roberto Marinucci, John Marchese, Charles Pintat e Irmã Terezinha Santin, mscs – diretora do CSEM – participaram no Seminário Memória e Compromisso nos dias 26 e 27 de julho.

A Comissão Brasileira de Justiça e Paz, organismo da CNBB, organizou o evento em parceria com a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça. O objetivo do evento foi “relembrar o papel dos cristãos no processo de anistia política e na reconstrução democrática do Brasil no período de 1964-1988”.

O seminário foi realizado no Centro Cultural de Brasília com a participação especial do Arcebispo de Brasília Dom Sérgio da Rocha e representantes do grupo ecumênico que estiveram na mesa de abertura solene do evento. Os apresentadores de vários países internacionais tais como El Salvador, Chile, Colômbia e Equador apresentaram os tópicos sobre os Cristãos em luta por transição em diversos contextos e a justiça de transição e desafio cristão de reconciliação.

O seminário reuniu representantes de vários órgãos governamentais e eclesiásticos como Dom Antônio Celso de Queirós, Dom Tomás Balduíno, Frei Carlos Mesters, Padre Oscar Beozzo e Irmã Márian Ambrósio.

As duas primeiras mesas contextualizaram o papel das igrejas cristãs na luta por justiça e reconciliação. As duas seguintes iniciaram o processo de relembrar os eventos traumáticos, incluindo alguns testemunhos fortes que emocionaram os participantes. A última mesa continuou a recuperação das memórias com uma ênfase nas palavras cantadas, escritas, e interpretadas.

A equipe do CSEM cantou, rezou e comemorou com este grupo diversificado de religiosos/as e leigos, idosos e jovens, homens e mulheres.

 

* John Marchese é estagiário e intercambista no CSEM. Atualmente faz o curso de doutorado em literatura na Universidade de Notre Dame, Indiana, EUA.