O Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios – CSEM e sua editora lançam o edital para a chamada de artigos que irão compor o primeiro volume de sua nova série de livros intitulada Ecumene. A iniciativa editorial tem o objetivo de fomentar estudos, pesquisas, eventos e publicações sobre teologia e mobilidade humana, com vistas a fortalecer o trabalho sociopastoral nesse âmbito e disponibilizar materiais com rigor científico e ao mesmo tempo didático para agentes e estudiosos do tema. Com essas publicações, o CSEM busca também dar visibilidade, otimizar os esforços e favorecer articulações entre pesquisadores e estudiosos(as) da temática migratória e do refúgio.

Dessa maneira, os organizadores do primeiro volume da série – a ser publicado no mês de novembro de 2020, Carmem Lussi, Doutora em Teologia e assessora do CSEM e Cesar Kuzma, Doutor em Teologia e professor da PUC – Rio, convidam pesquisadores, docentes,  estudantes de pós-graduação e profissionais atuantes nos contextos eclesiais com a presença de população em situação de mobilidade a colaborarem na produção. O prazo para a pré-inscrição, necessária para o posterior envio de artigos, encontra-se prorrogado.

A nova série se desenvolve no (e se destina especialmente ao) contexto latino-americano. Textos da produção teológica latina nos Estados Unidos e no Canadá também serão aceitos. O tema desse primeiro volume é “Mobilidade humana, hospitalidade e comunidade cristã” e os livros serão publicados em português e espanhol. Veja a seguir mais elementos sobre o perfil do primeiro volume de acordo com seus organizadores:

Os deslocamentos humanos motivados por busca de sobrevivência ou de melhores condições de vida e de futuro, que tradicionalmente estimulam a reflexão e motivam a caridade eclesial e a justiça social, para além das zonas de conforto e das fronteiras físicas e simbólicas, tomam atualmente contornos bem mais amplos, desafiadores e expressivos. Há aumento dos fluxos, diversificação dos perfis de migrantes e refugiados a caminho e, sobretudo, aumento da precarização das condições de vida e ameaças para as pessoas que precisam deixar suas terras e seus contextos de vida e de relações. Além da complexidade e dos dramas do fato migratório em si, chama a atenção na contemporaneidade os entraves, os crimes e as barreiras erguidas por atores que promovem narrativas distorcidas do fenômeno da mobilidade humana.

Em suas trajetórias, os migrantes e refugiados são expostos, com frequência, à dor, à exploração e ao sofrimento extremo. Nesse sentido, seu protagonismo é potencial transformador e enriquecedor para a geração de uma nova humanidade, fundada na prática da justiça social através da promoção de processos de acolhida e integração.

Dessa maneira, o CSEM faz ecoar a voz do Papa Francisco, que em sua Mensagem para o dia mundial do migrante e do refugiado de 2019 (29/09/2019) sublinhava a abrangência da temática migratória, interpelando as comunidades cristãs em sua identidade, atuação e destino. Com o tema “Não se trata apenas de migrantes”, ele indicou que a mobilidade humana inclui “nossos medos / a caridade / nossa humanidade / não excluir ninguém / colocar os últimos em primeiro lugar / a pessoa toda e todas as pessoas”; visando “construir a cidade de Deus e do homem” (Ef 2, 19).

Com esta chamada esperamos receber artigos que aprofundem a reflexão teológica sobre os principais temas que interpelam as comunidades cristãs, especialmente em contextos de chegada de migrantes e refugiados, tais como:

  • Quais os desafios e as estratégias a adotar para construir comunidades cristãs onde há presença de diferentes culturas, tradições eclesiais e idiomas?
  • Qual será a configuração eclesial em contexto de pluralismo religioso e cultural?
  • Como formar comunidades acolhedoras em meio a sociedades xenófobas e onde formas de segregação e preconceitos as dividem internamente?

Acesse o edital clicando aqui.

Haz clic aquí para acceder a la convocatoria en español