• Nº 26/27: Projeto Migratório

    “A abrangência da temática do fenômeno migratório, das diferentes

    categorias de pessoas e grupos em mobilidade e o número de interlocutores implicados nestes processos vêm aumentando consideravelmente. Como conseqüência,  os  estudos  que  lhe  dizem  respeito  se  multiplicam.  As instâncias  da  cultura  e  da  sociedade,  da  política  e  das  relações  internacionais,  da  Igreja  e  de  todos  os  níveis  de  poder  institucionalizado  são desafiadas  a  qualificar  seu pensamento  e  sua  ação  quando  interpeladas pela mobilidade humana.”

    Ano de Publicação: 2006

    R$5.00
    “A abrangência da temática do fenômeno migratório, das diferentes categorias de pessoas e grupos em mobilidade e o número de interlocutores implicados nestes processos vêm aumentando consideravelmente. Como conseqüência,  os  estudos  que  lhe  dizem  respeito  se  multiplicam.  As instâncias  da  cultura  e  da  sociedade,  da  política  e  das  relações  internacionais,  da  Igreja  e  de  todos  os  níveis  de  poder  institucionalizado  são desafiadas  a  qualificar  seu pensamento  e  sua  ação  quando  interpeladas pela mobilidade humana.” Ano de Publicação: 2006
  • Nº 28: Migração e religião

    O presente texto estuda o impacto da situação social enfrentada pelo migrante em sua fé cristã. Começa mostrando a importância da cultura local e da própria religião para a construção da identidade social do indivíduo. Em seguida, descreve como o entorno cultural com suas mudanças sucessivas, bem como o contexto religioso pluralista, constitui hoje autênticos desafios já para todos nós. Finalmente examina a situação do migrante cristão na atual sociedade e como ele deve se relacionar com seu entorno pluralista e mutante.

    Ano de Publicação: 2007

    R$5.00
    O presente texto estuda o impacto da situação social enfrentada pelo migrante em sua fé cristã. Começa mostrando a importância da cultura local e da própria religião para a construção da identidade social do indivíduo. Em seguida, descreve como o entorno cultural com suas mudanças sucessivas, bem como o contexto religioso pluralista, constitui hoje autênticos desafios já para todos nós. Finalmente examina a situação do migrante cristão na atual sociedade e como ele deve se relacionar com seu entorno pluralista e mutante. Ano de Publicação: 2007
  • Nº 29: Feminização das migrações

    “Recentes  relatórios  de  organismos  multilaterais  confirmam  o

    progressivo aumento da participação feminina nas migrações internacionais. Para  designar  essa  realidade,  fala-se  com  insistência  em  “feminização das  migrações”  visando  destacar  tanto  as  mudanças  quantitativas, quanto  as  transformações  do  perfil  da  mulher  migrante  no  contexto contemporâneo.”

    Ano de Publicação: 2007

    R$5.00
    “Recentes  relatórios  de  organismos  multilaterais  confirmam  o progressivo aumento da participação feminina nas migrações internacionais. Para  designar  essa  realidade,  fala-se  com  insistência  em  “feminização das  migrações”  visando  destacar  tanto  as  mudanças  quantitativas, quanto  as  transformações  do  perfil  da  mulher  migrante  no  contexto contemporâneo.” Ano de Publicação: 2007
  • Nº 30: Família migrante

    “A auto-organização e o protagonismo de migrantes, emergentes nos últimos anos, e o esforço das instituições que promovem e defendem seus direitos e projetos têm focalizado as atenções e revelado a complexidade que caracteriza os deslocamentos populacionais. Neste processo de aproximação ao tema a partir de uma pluralidade de abordagens, interesses e objetivos, a pesquisa e a produção científica têm representado um papel determinante, seja para o conhecimento do fenômeno e de seus interlocutores, seja para o fomento das possibilidades de superação de leituras e interpretações unilaterais, com a multiplicação de  olhares  e  saberes  sobre  o  tema.”

    Ano de Publicação: 2008

    R$5.00
    “A auto-organização e o protagonismo de migrantes, emergentes nos últimos anos, e o esforço das instituições que promovem e defendem seus direitos e projetos têm focalizado as atenções e revelado a complexidade que caracteriza os deslocamentos populacionais. Neste processo de aproximação ao tema a partir de uma pluralidade de abordagens, interesses e objetivos, a pesquisa e a produção científica têm representado um papel determinante, seja para o conhecimento do fenômeno e de seus interlocutores, seja para o fomento das possibilidades de superação de leituras e interpretações unilaterais, com a multiplicação de  olhares  e  saberes  sobre  o  tema.” Ano de Publicação: 2008
  • Nº 32: Redes Migratórias

    “A auto-organização e o protagonismo de migrantes, emergentes nos últimos anos, e o esforço das instituições que promovem e defendem seus direitos e projetos têm focalizado as atenções e revelado a complexidade que caracteriza os deslocamentos populacionais. Neste processo de aproximação ao tema a partir de uma pluralidade de abordagens, interesses e objetivos, a pesquisa e a produção científica têm representado um papel determinante, seja para o conhecimento do fenômeno e de seus interlocutores, seja para o fomento das possibilidades de superação de leituras e interpretações unilaterais, com a multiplicação de  olhares  e  saberes  sobre  o  tema.”

    Ano de Publicação: 2009

    R$5.00
    “A auto-organização e o protagonismo de migrantes, emergentes nos últimos anos, e o esforço das instituições que promovem e defendem seus direitos e projetos têm focalizado as atenções e revelado a complexidade que caracteriza os deslocamentos populacionais. Neste processo de aproximação ao tema a partir de uma pluralidade de abordagens, interesses e objetivos, a pesquisa e a produção científica têm representado um papel determinante, seja para o conhecimento do fenômeno e de seus interlocutores, seja para o fomento das possibilidades de superação de leituras e interpretações unilaterais, com a multiplicação de  olhares  e  saberes  sobre  o  tema.” Ano de Publicação: 2009
  • Nº 33: Migração e Desenvolvimento

    “Nos  últimos  anos,  o  debate  sobre  migrações  e  desenvolvimento entrou na pauta de governos, universidades e sociedade civil. Trata-se de um tema extremamente complexo, sobretudo em decorrência da polissemia do termo desenvolvimento, cujo significado é amplo e diversificado – fala-se,  por  exemplo,  em  desenvolvimento  econômico,  tecnológico,  social, humano, sustentável etc..”

    Ano de Publicação: 2009

    R$5.00
    “Nos  últimos  anos,  o  debate  sobre  migrações  e  desenvolvimento entrou na pauta de governos, universidades e sociedade civil. Trata-se de um tema extremamente complexo, sobretudo em decorrência da polissemia do termo desenvolvimento, cujo significado é amplo e diversificado – fala-se,  por  exemplo,  em  desenvolvimento  econômico,  tecnológico,  social, humano, sustentável etc..” Ano de Publicação: 2009
  • Nº 36: Refugiados Ambientais

    “O  filosofo  francês  Michel  Serres,  num  estudo  sobre  a  recente crise  econômica,  defende  a  necessidade  de  incluir  nas  agendas  políticas nacionais  e  internacionais  a  questão  do  meio-ambiente.  Seja  qual  for  o objeto  em  pauta  haverá  sempre  um  terceiro  sujeito  envolvido:  o  planeta terra. Segundo ele, a superação de crises ou conflitos passa inevitavelmente também pelo cuidado ambiental (cf. Tempo di crisi , 2009).

    Ano de Publicação: 2011

    R$5.00
    “O  filosofo  francês  Michel  Serres,  num  estudo  sobre  a  recente crise  econômica,  defende  a  necessidade  de  incluir  nas  agendas  políticas nacionais  e  internacionais  a  questão  do  meio-ambiente.  Seja  qual  for  o objeto  em  pauta  haverá  sempre  um  terceiro  sujeito  envolvido:  o  planeta terra. Segundo ele, a superação de crises ou conflitos passa inevitavelmente também pelo cuidado ambiental (cf. Tempo di crisi , 2009). Ano de Publicação: 2011
  • Nº 38: Conviver con o diferente

    “Tzvetan  Todorov,  no  conhecido  livro  A  conquista  da  América, levanta  a  questão  sobre  os  desafios  inerentes  ao  encontro  com  a  alteridade.   Analisando   os   escritos   de   Cristóvão   Colombo,   Todorov   sustenta  que  para  o  navegador  genovês  os  índios,  às  vezes,  “são  seres  completamente humanos, com os mesmos direitos que ele, e aí considera-os não somente iguais, mas idênticos, e este comportamento desemboca no  assimilacionismo”.

    Ano de Publicação: 2012

    R$5.00
    “Tzvetan  Todorov,  no  conhecido  livro  A  conquista  da  América, levanta  a  questão  sobre  os  desafios  inerentes  ao  encontro  com  a  alteridade.   Analisando   os   escritos   de   Cristóvão   Colombo,   Todorov   sustenta  que  para  o  navegador  genovês  os  índios,  às  vezes,  “são  seres  completamente humanos, com os mesmos direitos que ele, e aí considera-os não somente iguais, mas idênticos, e este comportamento desemboca no  assimilacionismo”. Ano de Publicação: 2012
  • Nº 39: Migrações e dados estatísticos

    “É  bastante  comum,  nos  dias  de  hoje,  ouvir  falar  da  intensificação  dos  deslocamentos populacionais. A época contemporânea já foi chamada de “era das migrações”: nunca a humanidade, no decorrer de sua longa história, passou por deslocamentos geográficos tão amplos, diversificados e globalizados.

    Ano de Publicação: 2012

    R$5.00
    “É  bastante  comum,  nos  dias  de  hoje,  ouvir  falar  da  intensificação  dos  deslocamentos populacionais. A época contemporânea já foi chamada de “era das migrações”: nunca a humanidade, no decorrer de sua longa história, passou por deslocamentos geográficos tão amplos, diversificados e globalizados. Ano de Publicação: 2012
  • Nº 40: Migração e saúde

    O deslocamento forçado de pessoas é um dos fenômenos que podem ser relacionados a conflitos políticos e sociais, guerras e catástrofes naturais. Essas partidas não-planejadas são frequentemente acompanhadas de sofrimento psicológico diretamente ligado às perdas e ao traumatismo ao qual foram submetidas. Este artigo tem por objetivo apresentar observações realizadas no Serviço de Atendimento Psicológico Especializado aos Imigrantes e Refugiados (Sapsir), da Universidade Laval, Canadá. O trabalho clínico desenvolvido com pessoas oriundas de mais de 40 nacionalidades permitiu ressaltar quadros psicopatológicos mais frequentemente observados e estabelecer períodos críticos do processo de adaptação que tendem a expor tais pessoas a uma maior vulnerabilidade psicológica. Essas observações permitem pensar em políticas de acolhimento e de atendimento (saúde e social) de refugiados, que permitam prevenir um maior sofrimento psíquico e contribuir para uma melhor adaptação.

    Ano de Publicação: 2013

    R$5.00
    O deslocamento forçado de pessoas é um dos fenômenos que podem ser relacionados a conflitos políticos e sociais, guerras e catástrofes naturais. Essas partidas não-planejadas são frequentemente acompanhadas de sofrimento psicológico diretamente ligado às perdas e ao traumatismo ao qual foram submetidas. Este artigo tem por objetivo apresentar observações realizadas no Serviço de Atendimento Psicológico Especializado aos Imigrantes e Refugiados (Sapsir), da Universidade Laval, Canadá. O trabalho clínico desenvolvido com pessoas oriundas de mais de 40 nacionalidades permitiu ressaltar quadros psicopatológicos mais frequentemente observados e estabelecer períodos críticos do processo de adaptação que tendem a expor tais pessoas a uma maior vulnerabilidade psicológica. Essas observações permitem pensar em políticas de acolhimento e de atendimento (saúde e social) de refugiados, que permitam prevenir um maior sofrimento psíquico e contribuir para uma melhor adaptação. Ano de Publicação: 2013
  • Nº 41: Retorno e circularidade

    “O retorno para a terra de origem, enquanto possibilidade, constitui um elemento constitutivo do projeto migratório da grande maioria das pessoas em mobilidade. A migração, em princípio, antes que abandono é afastamento temporário de um espaço social para o qual se almeja regressar. Trata-se de um espaço social que continua vivo no migrante, enquanto memória do passado, ponto de referência para o presente diaspórico e, sobretudo, perspectiva para o futuro.

    Ano de Publicação: 2013

    R$5.00
    “O retorno para a terra de origem, enquanto possibilidade, constitui um elemento constitutivo do projeto migratório da grande maioria das pessoas em mobilidade. A migração, em princípio, antes que abandono é afastamento temporário de um espaço social para o qual se almeja regressar. Trata-se de um espaço social que continua vivo no migrante, enquanto memória do passado, ponto de referência para o presente diaspórico e, sobretudo, perspectiva para o futuro. Ano de Publicação: 2013
  • Nº: 42 Crianças e adolescentes migrantes

    “Até poucos anos atrás, o tema das crianças e adolescentes migrantes não  era  objeto  de  amplas  investigações  acadêmicas.  As  teorias  migratórias de cunho economicista não estavam muito interessadas num grupo humano pouco envolvido no mundo do trabalho.

    Ano de Publicação: 2014

    R$10.00
    “Até poucos anos atrás, o tema das crianças e adolescentes migrantes não  era  objeto  de  amplas  investigações  acadêmicas.  As  teorias  migratórias de cunho economicista não estavam muito interessadas num grupo humano pouco envolvido no mundo do trabalho. Ano de Publicação: 2014