2 de outubro de 2019

A mobilidade humana é um dos temas marcantes de Francisco como pastor da Igreja. O modo privilegiado com o qual ele se refere aos migrantes, desalojados, refugiados e solicitantes de proteção internacional vai muito além de preocupações com a assistência a os que se encontram em situação de vulnerabilidade e até mesmo da necessidade de cuidar da promoção e da integração. Tem a ver com a noção de ser humano e com as relações interpessoais na marca do amor e da fé cristã. O interesse dele pelas pessoas em situação de mobilidade é teológico e espiritual, é simbólico e estratégico e mostra nuances e até imperativos sobre sua visão do Deus de Jesus, sobre aspectos de sua eclesiologia e antropologia, seu entendimento sobre a vida cristã e, enfim, sobre sua ideia de sociedade.
Este é o resumo do artigo Papa Francisco e os Refugiados. As migrações forçadas, a vida cristã e a configuração eclesial no mundo contemporâneo, escrito pela pesquisadora do CSEM Carmem Lussi e publicado pela Revista Espaços. Faça o download gratuitamente abaixo.