9 de julho de 2018

Fernando Malta

O artigo tem como objetivo principal problematizar o fenômeno dos refugiados ambientais na teoria clássica das Relações Internacionais, com ênfase em sua difícil existência no Sistema de Estados moderno. Para tanto, revê a (pequena) bibliografia que pensa e critica definições, metodologias e conceitos e explora as perspectivas práticas das mudanças climáticas e de sua falta de reconhecimento legal nesse início de milênio.

Palavras-Chave: Refugiados Ambientais – Refugiados – Relações Internacionais – Soberania

DOWNLOAD ARTIGO