Acaba de sair o n. 61 da REMHU, Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana, com um dossiê sobre o tema: PESSOAS MIGRANTES E REFUGIADAS EM TEMPOS DE COVID-19: VIOLAÇÕES E RESISTÊNCIAS“. Todos os artigos estão disponíveis no site SciELO Brasil (www.scielo.br/remhu) e no portal da REMHU (www.csem.org.br/remhu).

REMHU, Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana, has just been published, with a dossier on the theme: “Migrant and refugee people in times of COVID-19: violations and resistance“. All articles are available on the SciELO Brazil website (www.scielo.br/remhu) and on the journal’s website (www.csem.org.br/remhu).

Confira abaixo o sumário (clicar no título)

Mobilidades, imobilidades e mobilizações em tempos de Covid-19Roberto Marinucci

DOSSIÊ: “PESSOAS MIGRANTES E REFUGIADAS EM TEMPOS DE COVID-19: VIOLAÇÕES E RESISTÊNCIAS”

Covid-19 e imigração internacional na Região Metropolitana de São PauloLuís Felipe Aires Magalhães, Lúcia Bógus, Rosana Baeninger

Il cambiamento radicale delle politiche migratorie: dal lasciar vivere al lasciare morire (dalla biopolitica a sempre più tanatopolitica)Salvatore Palidda

Atrapados en busca de asilo. Entre la externalización fronteriza y la contención sanitariaLorena Mena Iturralde, Rodolfo Cruz Piñeiro

Fare etnografia delle migrazioni ai tempi della pandemia. Note di ricerca dal confine franco-italiano nel primo lockdownLuca Giliberti, Davide Filippi

Luchando por sus derechos en tiempos de Covid-19. Resistencias y reclamaciones de regularización de los migrantes Sinpapeles en EspañaAna López-Sala

“Si compartimos, alcanza y sobra”. Redes de cuidados comunitarios entre mujeres migrantes del Gran Buenos Aires frente al COVID19Natalia Gavazzo, Lucila Nejamkis

A Transitory Settlement on the Way Back to Venezuela: A Tale of Vulnerability, Exception, and Migrant Resistance in times of Covid-19Mauricio Palma-Gutierrez

Mover-se ou não mover-se? As múltiplas pandemias a partir de trânsitos e narrativas de uma solicitante de refúgio lésbica ao Sul GlobalNathália Antonucci

A “princesa” febril e o “hospital” italiano, 1881-1897Renan Vidal Mina, Oswaldo Mário Serra Truzzi

ARTIGOS

Para onde vou com a minha família? Uma etnografia sobre projetos coletivos e migração venezuelana em Manaus (Brasil)Sandro Martins de Almeida Santos, Ivón José Lo Bianco Meza

Negócios étnicos e tecnológicos de brasileiros na Estônia: uma comunidade imigrante em formaçãoRoberto Pessoa de Queiroz Falcão, Eduardo Picanço Cruz, Ricardo Ferraz Raats

Oportunidades de integración para los llegados en la infancia. Cambios en el perfil tradicional de los mexicanos en Estados Unidos – Selene Gaspar Olvera, Rodolfo García Zamora

Fenomenología de la inmigración: frontera, territorialización, desplazamiento y sentido de pertenenciaUlises Alberto Rincón Zárate

RELATOS E REFLEXÕES

Projetos e imobilidade(s): sorveteiros ítalo-brasileiros diante da Covid-19Diane Portugueis

RESENHAS

Estrangeiro, nunca mais! Migrante como sujeito de direito e a importância do Advocacy pela Nova Lei de Migração Brasileira, por OLIVEIRA, Ebenézer Marcelo Marques de; SAMPAIO, Cyntia – Andrea Pacheco Pacifico, Sarah Fernanda Lemos Silva