20 de setembro de 2017

idi braA nova lei da imigração fez disparar o número de pedido de residência em Portugal. Os números que o Diário de Notícias dá a conhecer esta terça-feira apontam para mais de quatro mil pedidos numa semana, o que representará um aumento de 1300%.

 A nova lei da imigração fez disparar o número de pedido de residência em Portugal. Os números que o Diário de Notícias dá a conhecer esta terça-feira apontam para mais de quatro mil pedidos numa semana, o que representará um aumento de 1300%.

A média de pedidos antes da nova lei ronda os 300 pedidos semanais. Agora, numa semana, entraram 4073 novos pedidos, a maioria alegando promessas de contrato de trabalho, revela o DN.

As novas regras vigoram desde agosto e permitem que a autorização de residência se baseie numa “promessa de um contrato de trabalho” e um “inscrição” na Segurança Social. Antes, era exigido um contrato e o registo de contribuições que serviam de prova da permanência do imigrante em Portugal.

De acordo com o jornal diário, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras terá manifestado preocupações no chamado “efeito de chamada” de imigrantes ilegais ao país. O Governo terá desvalorizado estes avisos escritos num parecer do SEF sobre as alterações à lei aprovadas pelo PS, BE e PCP.

O SEF tinha avisado que poderiamos estar perante “uma regularização extraordinária de imigrantes, em contraciclo e contra a posição que vem sendo assumida pela União Europeia”.

Fonte: www.rtp.pt/