idi brade Delia Dutra.
O presente texto analisa a experiência vivida por mulheres migrantes paraguaias residentes no Brasil.Toma-se como ponto de partida para a análise a perspectiva das próprias mulheres protagonistas do processo migratório. Busca-se identificar as dificuldades enfrentadas no âmbito familiar, na vida profissional, as possibilidades de acesso a serviços, as políticas migratórias existentes e as perspectivas de retorno. Trabalha-se com a premissa de a migração ser vista como uma alternativa para fugir a situações de pobreza e exclusão do mercado de trabalho no país de origem. A pesquisa aponta que as migrantes que se deslocam entre países da América do Sul também sofrem a problemática da segregação ocupacional.

de Delia Dutra. 
O presente texto analisa a experiência vivida por mulheres migrantes paraguaias residentes no Brasil.Toma-se como ponto de partida para a análise a perspectiva das próprias mulheres protagonistas do processo migratório. Busca-se identificar as dificuldades enfrentadas no âmbito familiar, na vida profissional, as possibilidades de acesso a serviços, as políticas migratórias existentes e as perspectivas de retorno. Trabalha-se com a premissa de a migração ser vista como uma alternativa para fugir a situações de pobreza e exclusão do mercado de trabalho no país de origem. A pesquisa aponta que as migrantes que se deslocam entre países da América do Sul também sofrem a problemática da segregação ocupacional.

Leia o artigo.