Ir. Leocádia Mezzomo – Secretária do CSEM

Há uma grande revolução se processando no campo da ciência, da técnica e dos valores que vem transformando a vida humana em suas múltiplas dimensões. Estas transformações tocam também o que foi chamado de “Quarto mundo”, ou seja, o “Mundo da Mobilidade Humana”. Desafios e possibilidades se mesclam e alternam, influenciando, também, o Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios.

Este contexto mobilizou a Equipe CSEM que, em seu jubileu de prata, quis continuar sua missão de ser consciência do fenômeno migratório organizando um Curso de extensão como um modo de contribuir para que sejam mais reconhecidos e, consequentemente, mais respeitados os Direitos Humanos dos que migram, seja na migração interna, bem como internacional: emigração, imigração e retornados.

O curso iniciou-se com um Seminário sobre a Mobilidade Humana no Distrito Federal, nos dias 05 e 06 de abril. Foram três mesas-redondas versando sobre diversos argumentos ligados à temática geral: Migrações na atualidade, desafios e perspectivas; Migrações no Distrito Federal, desafios e possibilidades; Contextualização das migrações internas com foco em Brasília/DF; Fluxos migratórios no DF e Entorno; Organização do espaço e as migrações no DF; Migrações internacionais no DF: o caso das imigrantes peruanas.

Esse seminário deu aos participantes a possibilidade de aprofundar o tema dos movimentos migratórios no território do Distrito Federal. Ficaram evidentes os desafios de implementação de políticas públicas que sirvam de suporte, particularmente, aos migrantes que chegam desprovidos de mão de obra qualificada e marcados por uma gama de carências em sua terra de origem.

Nos quatro sábados seguintes o curso de extensão aprofundou as seguintes temáticas: Mulher migrante; Migrações forçadas; Tráfico de pessoas e Novos fluxos migratórios.

E para concluir o curso, foi realizado outro Seminário sobre Migrações internacionais, durante os dias 10 e 11 de maio, com a organização de três mesas-redondas que enfatizaram alguns aspectos ligados à migração internacional no Brasil:

  • A grande transição urbana: potencialidades e desafios;
  • Migrações internacionais: desafios e perspectivas;
  • Migrações internacionais e tráfico de pessoas;
  • Integração dos migrantes internacionais: o caso dos haitianos em Manaus;
  • As novas configurações das migrações internacionais;
  • Migração internacional de retorno;
  • Migração internacional no Brasil a partir do censo de 2010.

O Seminário contou com a participação de 55 pessoas. A escolha das temáticas e dos assessores deu a oportunidade de ter um leque de enfoques que tornaram a temática interessante para os participantes. Evidenciou-se que as migrações, em torno do mundo, bem como no Brasil são, prioritariamente, de cunho econômico: uma forma de buscar melhores condições de vida em algum ‘El Dorado’.

O fato de o Brasil figurar como 6ª potência econômica mundial funciona como um verdadeiro ímã de atração para a entrada de novos imigrantes latinos, mas também europeus. Urge uma Lei de Migrações mais humana respeitosa dos direitos de todos os que batem à porta de nosso país… e mesmo para aqueles que ‘entram sem bater’, como está acontecendo, especialmente, nas fronteiras secas do Estado brasileiro!