19 de julho de 2018

As mulheres no contexto das políticas migratórias – Resenha nº 93 – 4º trimestre de 2013 – Delia Dutra

Atualmente a migração feminina internacional precisa ser pensada no contexto de globalização econômica, política e cultural, sem com isso desconhecer o caráter histórico desse processo.

Os fluxos migratórios de mulheres pelo mundo se configuram como fenômenos que participam do processo de globalização fazendo-se presentes no cotidiano de sociedades que, de forma enganosa, prometem alternativas de vida mais atraente para aquelas que sonham em mudar e dar outras chances para suas famílias.

Saskia Sassen lembra que não podemos perder de vista que os fenômenos globais se configuram também no interior do nacional, do local, do microssocial. Portanto, os fluxos migratórios internacionais em geral, e os das mulheres em particular, devem, sobretudo, ser pensados como participantes de processos de mudanças que para nós se apresentam como “inevitáveis”, pela força da sua consistência líquida – seguindo o conceito de Bauman. A migração feminina internacional parece aumentar o seu caudal e se espalhar cada vez mais depressa, não somente pela dimensão quantitativa do fenômeno, mas, também, pelas formas que ela cobra, nos mais diversos cantos do planeta.

DOWNLOAD ARTIGO
DOWNLOAD ARTIGO