A- A A+

"Violação do direito de asilo": ONGs denunciam acordo migratório UE-Turquia

A Comissão Europeia responde às ameaças da Turquia, ao afirmar que não há alternativa ao acordo migratório assinado com Ancara para pôr fim à crise dos refugiados.

Mas, um ano após a entrada em vigor do entendimento, várias organizações não governamentais como a Oxfam, denunciam um “exemplo perigoso” em termos humanitários e de respeito pelo direito ao asilo.

Num relatório, apresentado hoje, as ONGs condenam a degradação das condições de vida nos campos gregos, onde se acumulam atualmente até 60 mil pessoas.

Entre os mais vulneráveis, encontram-se mulheres e crianças, com vários casos de abuso e de suicídio ou de problemas mentais.

Se o acordo permitiu reter a vaga de refugiados através da chamada rota dos balcãs, medidas como a deportação imediata para a Turquia continuam a infringir as regras de asilo, segundo as ONGs.

O relatório alerta os responsáveis europeus para que não tentem exportar a solução, num momento em que Berlim aspira a reeditar o acordo com países como o Egito ou a Tunísia.

A publicação do relatório ocorre um dia após a visita do Comissário Europeu para a migração à ilha grega de Lesbos.

Dimitris Avramopoulos defendeu a importância do acordo com a Turquia, apelando aos países da UE a respeitarem o compromisso de acolher 160 mil refugiados de Itália e Grécia.

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, apenas 10 mil refugiados foram até agora deslocados da Grécia para outros estados membros da UE.

Fonte: EuroNews

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

“¿Qué alternativas reales les ofrecemos para que no vuelvan a la prostitución?”

COMPARTILHE

Estamos en una casa de acogida de la Fundación de Solidaridad Amaranta, que en el ámbito de la trata de mujeres con fines de explotación sexual y de mujeres en contexto de prostitución lleva acompañándolas desde hace una década en un programa que además de en Asturias, tiene sedes en Granada y Palma.

Leia mais...

Mujeres lambadas luchan contra la trata infantil en India

COMPARTILHE

 A sus 11 años, Banawat Gangotri tiene ya cuatro de experiencia como trabajadora agrícola. La niña, integrante de la comunidad nómada de los lambadas, del pueblo de Bugga Thanda, en el sur de India, recogía algodón y pimientos desde las nueve de la mañana hasta las cinco de la tarde a cambio de un jornal aproximado de un dólar.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook