A- A A+

Número de refugiados norte-coreanos na Coreia do Sul passa de 30 mil

Sete desertores chegaram ao Sul de um terceiro país na sexta-feira (11). Seul atribui aumento à gestão de Kim Jong-un e endurecimento de sanções.

O número de refugiados norte-coreanos na Coreia do Sul chegou a 30 mil, depois que sete desertores do país vizinho chegaram ao Sul desde um terceiro país na sexta-feira (11), informou neste domingo (13) o Ministério da Unificação de Seul.

O total de pessoas norte-coreanas amparadas no Sul é até agora de 30.005 - o número ultrapassou os 10 mil em fevereiro de 2006 e os 20 mil em novembro de 2010 -, segundo números ministeriais divulgados pela agência local Yonhap.

Nos primeiros dez meses deste ano, 1.155 norte-coreanos entraram na Coreia do Sul, o que representa um aumento de 18% anual.

Seul atribuiu o crescimento à gestão do líder norte-coreano, Kim Jong-un, e ao endurecimento das sanções a Pyongyang por parte da comunidade internacional, por causa dos testes nucleares e de mísseis conduzidos pelo regime comunista neste ano.

O Ministério da Unificação destacou o aumento das deserções de alto nível, como a fuga do "número dois" da embaixada da Coreia do Norte em Londres, Thae Yong-ho, em meados de agosto.

Os dados mostraram que 71% dos refugiados no Sul são mulheres, e que 58% de indivíduos contavam com idades compreendidas entre 20 e 30 no momento da fuga, detalhou "Yonhap".

O número anual de desertores aumentou continuamente desde os 1.384 em 2005 até os 2.914 em 2009, mas caiu entre 2011 e 2015 devido ao aumento do controle norte-coreano na fronteira e ao endurecimento do castigo às pessoas capturadas enquanto tentam fugir, segundo os dados do Ministério.

Fonte:  G1 13/11/2016

COMPARTILHE
NOTÍCIAS

Grécia é acusada de abandonar refugiados em alto-mar

COMPARTILHE

A Grécia está desviando ilegalmente barcos para fora de suas águas territoriais, uma prática contrária ao direito internacional e que coloca em risco a vida de refugiados e imigrantes, de acordo com denúncias de refugiados sírios, ONGs e ativistas de direitos humanos.

Leia mais...

Imigrantes e ONGs reagem a bloqueio judicial às medidas de Obama

COMPARTILHE

Imigrantes em situação irregular, organizações de defesa dos direitos civis e líderes políticos se uniram, nesta quarta-feira, em diferentes cidades americanas para rejeitar a decisão judicial que bloqueou decretos pró-migração sancionados pelo presidente Barack Obama.

Leia mais...
BIBLIOTECA

biblioteca

O CSEM possui uma biblioteca especializada em migrações abrangendo em seu acervo aproximadamente 3 mil livros, periódicos e revistas científicas de vários países. 

Para consultar nossa biblioteca online visite o site da biblioteca e pesquise em nosso acervo.Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 9h às 17h


Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook