A- A A+

Exponer lo disimulado. Los alcances de las movilizaciones de personas indocumentadas en Francia

Valentine Le Borgne de Boisriou. Exhibiting the undisguised. The reaches of the mobilizations of undocumented people in France. REMHU, Rev. Interdiscip. Mobil. Hum.,  Brasília ,  v. 24, n. 48, p. 11-30,  dic.  2016 .

La cuestión de la participación política, en el espacio público francés, de los inmigrados cobra actualmente una gran relevancia, en el contexto de la crisis migratoria que atraviesa el conjunto del continente europeo. Frente a las interrogaciones que plantea esta situación, en torno a la capacidad de las sociedades a recibir y sumar a sus sociedades los que suelen ser considerados como su “excedente”, este artículo, basado sobre un trabajo de campo realizado entre 2007 y 2014, propone una reflexión acerca de la historia y los desafíos actuales de los movimientos sociales llevados a cabo por personas indocumentadas en Francia.

Clique aqui para ler o artigo completo

NOTÍCIAS

Mundo tem 232 milhões de migrantes internacionais, calcula ONU

COMPARTILHE

O mundo tem hoje 232 milhões de migrantes internacionais (3,2% da população) e 59% deles vivem em regiões desenvolvidas, estima relatório da ONU lançado nesta quarta-feira (11).

Leia mais...

Apatridia: Jovem mãe na Geórgia quebra ciclo de sofrimento

COMPARTILHE

 Olga Khutsishvili, 19 anos, tem memórias ruins de sua infância na Geórgia, crescendo na pobreza e sem acesso à educação e outros direitos. “Eu não sabia ler nem escrever, e todos riam de mim. Não consigo pensar nesses anos sem chorar”, contou ela ao ACNUR. Olga mora na vila de Dzegvi com sua mãe e seu filho.

Leia mais...
REDES SOCIAIS

Conheça nossos canais dentro das redes sociais, participe, interaja, queremos ouvir você.

facebook  twitter

Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook