A- A A+

Por um olhar mais humano sobre as mulheres migrantes

"Por um olhar mais humano sobre as mulheres migrantes" - Resenha n° 105 - 4° trimestre de 2016 - Tuíla Botega

Os fluxos migratórios, sejam eles forçados ou não, têm alcançado níveis sem precedentes nos últimos anos, o que para muitos governantes e policymakers é visto como um problema a ser resolvido e controlado. Para além desta perspectiva, a migração pode ser entendida como uma estratégia que homens e mulheres se velem para lidar com situações adversas ou se adaptarem a mudanças súbitas de seu contexto (INGLÊS, 2014). As duas visões têm repercussões no desenho de políticas de migração, na pesquisa científica sobre o tema e também nas ações de assistência e atendimento às pessoas em mobilidade. Ao passo que o primeiro ponto de vista insiste nos cenários de sofrimento ou vulnerabilidade em que os migrantes se encontram, o segundo percebe o deslocamento como uma forma de indivíduos ou grupos reafirmarem a sua dignidade ou lidarem com situações políticas e econômicas adversas.

Clique aqui para ler o artigo completo 

Clique aqui para acessar à Resenha completa

NOTÍCIAS

España: Desarticulada una red que traficaba con mujeres y las obligaba a prostituirse

COMPARTILHE

La policía ha detenido a cuatro personas en Gran Canaria que amenazaban a las víctimas, nigerianas, con hacer daño a sus hijos

Leia mais...

Imigração pode ser 'motor' de crescimento econômico, diz Bird

COMPARTILHE

 A mudança demográfica provocada pela chegada à Europa de um número crescente de imigrantes e refugiados provenientes da África e do Oriente Médio, podem ser um "motor para o crescimento econômico", segundo o Banco Mundial (Bird).

Leia mais...
REDES SOCIAIS

Conheça nossos canais dentro das redes sociais, participe, interaja, queremos ouvir você.

facebook  twitter

Centro Scalabriniano de Estudos Migratórios - CSEM
SRTV/N Edificio Brasília Radio Center
Conj. P - Qd. 702 - Sobrelojas 01/02
CEP: 70719-900 - Brasília - DF / Brasil
Tel/Fax: +55 (61) 3327 0669
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

twitter   facebook